Notícias

Em foco: Dicas e truques para proteger seu smartphone

iPhone-Android-home screen

Hoje em dia, é possível acessar nosso extrato bancário, fazer compras, assistir filmes e mais uma infinitude de coisas da palma da nossa mão. Ao mesmo tempo que se tornaram tão indispensáveis, os dispositivos móveis também estão se tornando cada vez mais alvos de ataques virtuais – algo que há pouco tempo era reservado para os computadores pessoais.

Já que os smartphones quase sempre carregam informações sensíveis, como conversas privadas e dados bancários, vale tomar algumas precauções para nos protegermos desses ataques.

Seguindo essas dicas e truques simples, é possível navegar com tranquilidade sabendo que nosso celular está seguro. Neste artigo separamos algumas bem interessantes, fáceis de usar e que com certeza vão te ajudar.


Use fontes seguras para instalar seus aplicativos

Para usuários de Android, a loja oficial de aplicativos é o Google Play. Pra quem usa o iOS, é a App Store. Além desses canais, algumas marcas de celular também fornecem fontes próprias para fazer isso, como a Sony e a Samsung. O que todos esses canais de aplicativos tem em comum é que elas já vêm instaladas no dispositivo de fábrica.

As lojas do Android, do iOS e das marcas dos smartphones Android testam os aplicativos que são disponibilizados nelas para verificar se eles contêm algum tipo de software malicioso. Quando aplicativos que não de fontes oficiais são instalados, essa camada de segurança é perdida.

Portanto, se algum site estiver te recomendando baixar um aplicativo que não seja da App Store ou do Google Play, pense se isso é realmente necessário. Você pode sempre checar se há algum aplicativo parecido nas lojas oficiais e, a partir de lá, fazer a instalação.

Cuidado com Wi-Fi públicos

Usando equipamentos especiais, hackers conseguem extrair dados enviados nas redes controladas por eles. Uma tática comum, inclusive, é a de criar uma rede Wi-Fi com nome parecido a de locais conhecidos como universidades, shoppings e espaços públicos para induzir as vítimas a se conectarem nelas, inclusive de forma gratuita.

Ao usar redes públicas, portanto, tenha cuidado dobrado. Fique atento para o nome da Wi-Fi que estiver se conectando: veja se há alguma com um nome parecido também ao redor. Se possível, use seus dados móveis ou evite digitar suas senhas quando estiver conectado fora de casa.

Uma opção para usuários de Android que quiserem manter sua segurança mesmo em redes desse tipo  é instalar um aplicativo de VPN, pois estes mascaram seus dados pessoais.

Mantenha seu sistema atualizado

Apesar de muitos ignorarem quando recebem uma notificação de que o celular deles está desatualizado, seja porque acham que vai encher a memória do dispositivo ou que vai ser demorado, esses pacotes de atualização são importantes pois vem junto com melhorias na segurança feitas pelos desenvolvedores dos sistemas Android e iOS.

Da mesma forma, não deixe de atualizar seus aplicativos quando estes requisitarem isso, e aproveite para verificar se há alguma atualização pendente no Google Play ou App Store.

Para verificar se seu celular tem atualizações disponíveis, no Android, vá em “Configurações > “Sobre o telefone” > “Atualização de software”.

Pra quem usa iOS, pode verificar em “Ajustes” > “Geral” > “Atualização de Software”.

Use um aplicativo antivírus

A maioria das pessoas faz questão de usar um antivírus no computador, mas quando se trata do celular, sequer considera que existem aplicativos que fazem esse trabalho. Esses aplicativos são capazes de alertar sobre páginas maliciosas ou aplicativos suspeitos antes de você os acessarem, por exemplo.

Para baixar antí-virus para o seu celular basta entrar na Play Store (Android) ou App Store (iPhone), procurar alguns aplicativos do gênero e baixá-los.

Tenha atenção onde está inserindo seus dados

Desde muito tempo, circulam aqueles e-mails com uma oferta incrível ou dizendo que há uma falha de segurança na sua conta e que pra você corrigi-la, é claro, você precisa inserir seus dados na página ou aplicativo que te enviaram.

Parece um truque batido, mas eles estão cada vez mais sofisticados e realistas, fazendo até com que usuários muito experientes muitas vezes sejam enganados.

Um golpe comum é mostrar uma página extremamente parecida com a que você está acostumado a usar para acessar seu e-mail, redes sociais, bancos, etc. Ao inserir seus dados nesses lugares, eles são enviados diretamente para os atacantes, que podem fazer o que bem quiser com eles.

Como evitar cair nesse tipo de golpe?

Verifique sempre na barra do navegador se a página que está acessando é a oficial. Se você está acessando-a a partir de algum e-mail que recebeu, verifique se esse e-mail foi enviado por um endereço oficial de suporte do serviço que vai usar.

Por exemplo, se receber uma notificação de segurança da Apple, veja se o endereço de e-mail do remetente termina com “@apple.com”, ao invés de algo muito parecido com isso. Se vai acessar seu e-mail do Gmail, verifique se está acessando “www.gmail.com”.

Matheus Moura
Matheus Moura, 18, fundador e atual editor-chefe do Tech Apple.

Apple libera iOS 12.1.3 para todos usuários; Veja o que muda

Previous article

Preço dos iPhones devem cair no Brasil

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *